Manual Zen #8

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes

Das quatro virtudes cardeais, a única que é absolutamente boa e motivadora das outras é a justiça. A prudência, a temperança e a coragem só são virtudes a serviço do bem que é a justiça.

A rigor, importa mais e primeiro se preocupar em ser justo que ser bom. Agir corretamente, quer dizer com justiça, é agir para o bem, necessariamente. Justiça moral, bem entendida, promotora da dignidade humana e dos valores humanizantes. Não a das leis, temporárias e cambiantes. Tampouco como contrato utilitário, garantidor de felicidade pessoal ou interesses coletivos às custas de qualquer, por menor que seja, injustiça.

Há os que são bons e são necessários. Outros são corajosos e são excelentes. Alguns são prudentes e merecem ser ouvidos. Mas, há os que são justos e, esses, são os imprescindíveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.