A Insustentável Leveza das Palavras

Qualquer vocábulo pode ter seu significado corrompido pelos anos de uso. Expressões que eram ofensivas para uma geração podem ser elogiosas para outra e vice-versa. Normal. Há pouco tempo, os diminutivos cofrinho e tanquinho não tinham nenhuma relação com partes do corpo humano. Laranja também costumava designar a fruta cítrica ou a cor secundária. E […]

Continue lendo...

Viajandão

O mundo é um verdadeiro labirinto Pra Minotauro nenhum botar defeito Não quero me vangloriar pelos meus feitos Mas preciso expressar o que eu sinto É uma dor bem dentro do meu eu Dói no peito e o jeito é viajar Seja no Largo do Atheneu Ou no Estreito de Gibraltar Quando penso por onde […]

Continue lendo...

Papo Cabeça

– Conheci uma menina que me fez perder a cabeça. – Eu notei. Bem que a minha mãe me disse que você só tem pescoço! – Pois é. Mas eu sou carne de pescoço. Não vou desistir dela não. – Da cabeça ou da menina? – Ah! Sei lá! Tô sem cabeça pra conversar… – […]

Continue lendo...

Extraviada 7

Minha doce Y., Se lhe escrevo antes mesmo de receber uma resposta, é por pura ansiedade. Torço para não lhe aborrecer com essas linhas precocemente digitadas. Tenha paciência comigo. A solidão e a depressão têm sido minhas companheiras mais fiéis desde que você se foi. Graças aos avanços da química, já estou melhor do segundo […]

Continue lendo...

Um Norte Na Vida

Fui para Santiago de Compostela quando morei na Espanha no fim dos anos 80. Fui de carro com a minha irmã, meu cunhado na época e meus sobrinhos. Eu estava fazendo uma pós lá em Madrid e morava com eles que estavam fazendo doutorado. Fizemos uma viagem fantástica para o norte da Espanha, passando por […]

Continue lendo...

Extraviada 6

Minha querida Y.,   Adorei saber de você e das suas aventuras no velho continente. Eu, como não tenho recursos para tanto, encontro refúgio nos livros e, às vezes, na internet. Mas até esta última opção tem me aborrecido, ultimamente. Ando perplexo com o poder das fake news. Ninguém sabe mais em quem ou em […]

Continue lendo...

Extraviada 5

Meu caro S., A chegada em Londres não poderia ter sido mais atribulada. Culpa da minha ingenuidade que não atinou para o perigo de trazer goma de tapioca na mala. Passei mais de três horas na imigração tentando explicar, em inglês, que boi deitado não é vaca. Depois de ter bagagem, corpo e alma devidamente […]

Continue lendo...

O Mal Alheio

Logo no comecinho de “O Grande Gatsby” – clássico de Scott Ftzgerald – o narrador relembra um conselho do pai: “Sempre que você tiver vontade de criticar alguém, lembre-se de que criatura alguma neste mundo teve as vantagens de que você desfrutou”. É uma dessas frases que li e ficaram impressas para sempre na memória. […]

Continue lendo...

Siga o Metaleiro!

Nunca foram consumidos tantos litros de coca cola litro como quando o heavy metal reinava sobre a terra. Nunca tantas cabeças bateram tanto. Nunca as calças foram tão apertadas. E as frases de guitarras coladas umas nas outras com tanta perfeição. Mas outras correntes de rock também eletrizavam a terra. E quando eu morava em […]

Continue lendo...

Haikai

“todo dia, cedinho   recarrego as energias   com passarinhos”           * Leia outros haikais de Carlos Peixoto em “Desejo de ser inútil”, à venda no Sebo Vermelho e na Cooperativa Cultural do campus/UFRN

Continue lendo...