Haikai

“todo dia, cedinho   recarrego as energias   com passarinhos”           * Leia outros haikais de Carlos Peixoto em “Desejo de ser inútil”, à venda no Sebo Vermelho e na Cooperativa Cultural do campus/UFRN Carlos PeixotoJornalista generalista, leitor inquieto, critico ressentido e guitarrista errático. Todos os direitos reservados: cópia e/ou reprodução […]

Continue lendo...

As alegorias inquietantes de Coetzee

Inquietante. Essa é a minha definição para a obra do sul-africano J.M. Coetzee, ganhador do Nobel de Literatura de 2003 e que só depois do prêmio começou a receber atenção das editoras e  do público leitor no Brasil. Outros leitores e os críticos, mais bem preparados, terão definições melhores. Para mim, tudo que sobra da […]

Continue lendo...

O Romance Perfeito de Tolstói

Após uma pintura geral na casa, incluindo o quarto no qual guardo os livros e gosto (por mera presunção) chamar de “biblioteca”, estou esperando o tempo propicio, a disposição favorável e o estado de espírito iluminado para reorganizar as prateleiras. Tudo isso é necessário porque, nestas ocasiões, o dever e as cobranças de dona Ceiça […]

Continue lendo...

Desejo de Ser Inútil

O que sei das coisas inúteis A estrutura clássica do haiku japonês (haikai ou haicai, se preferirem) – poema de três versos, de 5-7-5 sílabas e/ou fonemas – apesar de grande responsável pela sua identidade e popularização, tanto no país de origem e em outros nos quais veio a ser conhecido e praticado, não é […]

Continue lendo...

Manual Zen #11

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes “Ser tolerante é tolerar tudo?” André Comte-Sponville recorre a pergunta na abertura do capítulo XIII do Pequeno Tratado das Grandes Virtudes (ed. Martins Fontes) para nos mostrar o quanto à tolerância, sendo das mais necessárias e atuais das virtudes, está entre àquelas de mais difícil aplicação. …….. […]

Continue lendo...

Manual Zen #10

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes Todos os homens duvidam de si mesmo e, por isso, precisam de companheiros de jornada. O que sonhamos à noite, precisamos saber que germinou ao amanhecer. …… Há amizades que não exigem o conhecimento direto do outro, assim como há pessoas que gostaríamos de não […]

Continue lendo...

Manual Zen #9

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes Penso que supervalorizam a piedade, sem compreender o que ela é o representa. A piedade não é nem virtude. Não está entre as sete, do canon cristão, nem entre as 18 de Comte-Sponville, listadas no Pequeno Tratado das Grandes Virtudes. …… Mesmo se quisermos tomá-la como […]

Continue lendo...

Manual Zen #8

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes Das quatro virtudes cardeais, a única que é absolutamente boa e motivadora das outras é a justiça. A prudência, a temperança e a coragem só são virtudes a serviço do bem que é a justiça. … A rigor, importa mais e primeiro se preocupar em […]

Continue lendo...

Manual Zen #7

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes Comi barro, tomei banho de chuva, cai da bicicleta, venci e perdi briguinhas de rua, adquirindo com isso imunidades para outras coisas piores; brinquei com roladeira e aprendi que o pouco pode nos fazer feliz; fui índio, bandido e mocinho em bang-bang de mentirinha, vezes […]

Continue lendo...

Manual Zen #6

Manual Zen Sobre o Conserto de Motocicletas e Outras Artes Uma amiga me confessa seu desejo de ser “grande” na profissão que exerce. E me diz isso com tal convicção, enumerando exemplos, e com uma inveja tão sincera, citando quem já alcançou essa grandeza, que sinto vontade de tomá-la nos braços e, suavemente, dissuadi-la que […]

Continue lendo...