O Diabo é quem duvida!

Fechou o livro, orgulhoso por ter chegado ao fim. É verdade que pulou algumas páginas, talvez até alguns capítulos. Detalhes irrelevantes. Não ficou impressionado com a obra: um lixo. Li-xo! Realismo Mágico? Bobagem. Fantástico mesmo é tanta gente idolatrar porcarias desse tipo. Real é real, fantasia é fantasia, azul é azul e rosa é rosa. […]

Continue lendo...

A Insustentável Leveza das Palavras

Qualquer vocábulo pode ter seu significado corrompido pelos anos de uso. Expressões que eram ofensivas para uma geração podem ser elogiosas para outra e vice-versa. Normal. Há pouco tempo, os diminutivos cofrinho e tanquinho não tinham nenhuma relação com partes do corpo humano. Laranja também costumava designar a fruta cítrica ou a cor secundária. E […]

Continue lendo...

Extraviada 7

Minha doce Y., Se lhe escrevo antes mesmo de receber uma resposta, é por pura ansiedade. Torço para não lhe aborrecer com essas linhas precocemente digitadas. Tenha paciência comigo. A solidão e a depressão têm sido minhas companheiras mais fiéis desde que você se foi. Graças aos avanços da química, já estou melhor do segundo […]

Continue lendo...

Extraviada 6

Minha querida Y.,   Adorei saber de você e das suas aventuras no velho continente. Eu, como não tenho recursos para tanto, encontro refúgio nos livros e, às vezes, na internet. Mas até esta última opção tem me aborrecido, ultimamente. Ando perplexo com o poder das fake news. Ninguém sabe mais em quem ou em […]

Continue lendo...

Extraviada 5

Meu caro S., A chegada em Londres não poderia ter sido mais atribulada. Culpa da minha ingenuidade que não atinou para o perigo de trazer goma de tapioca na mala. Passei mais de três horas na imigração tentando explicar, em inglês, que boi deitado não é vaca. Depois de ter bagagem, corpo e alma devidamente […]

Continue lendo...

O Mal Alheio

Logo no comecinho de “O Grande Gatsby” – clássico de Scott Ftzgerald – o narrador relembra um conselho do pai: “Sempre que você tiver vontade de criticar alguém, lembre-se de que criatura alguma neste mundo teve as vantagens de que você desfrutou”. É uma dessas frases que li e ficaram impressas para sempre na memória. […]

Continue lendo...

Tempo Rei

O indicador nervoso faz um movimento, deslizando os contatos na tela do celular. É uma ladeira sem fim, em ordem alfabética. Deu-se conta de quantos nomes queridos se foram para sempre para lugar nenhum. Jamais os apagará. Segue agenda abaixo, observando os que se perderam no caminho e os que reapareceram do nada. Aqueles que […]

Continue lendo...

Palavreando

Palavra: unidade mínima com som e significado que, sozinha, pode constituir um enunciado. Está lá no dicionário e ninguém duvida. Acontece que, às vezes, cismo com um vocábulo. Não sei se em virtude de alguma característica obsessiva ou outro distúrbio qualquer, de vez em quando, o som de uma palavra parece se dissociar de seu […]

Continue lendo...