Extraviada 13

Oi, amiga. Obrigada pelo cuidado de sempre. Se descontar os dias ruins, estou até bem. Tentando fazer as pazes com o tempo, esse filho da puta que leva o poema do nosso balançado e deixa a artrite no lugar. Estou procurando me cuidar mais. Comecei o ano largando tudo o que acelera o envelhecimento: álcool, […]

Continue lendo...